terça-feira, 2 de dezembro de 2014

PÁTRIA ARMADA CHEGA CAUSANDO SENSAÇÃO NO MUNDO DAS HQS


Imagine que o Golpe de 64 não tenha dado certo e assim, os militares
não teriam tomado o poder;
Como consequência disso, imagine o Brasil mergulhado em uma
Guerra Civil por três décadas; 
Imagine também a cidade de São Paulo como alvo de um bombardeio químico

Pare de imaginar. 

Tudo isso está em...




O enredo de PÁTRIA ARMADA, HQ nacional em três edições, que chega às bancas e livrarias nesse mês de dezembro, tem tudo isso e muito mais.
A história apresenta uma realidade alternativa para os acontecimentos pós-Golpe militar, quando se inicia uma guerra civil que divide o país.

Os conflitos chegam ao seu ápice em 1972, com o uso de bombas químicas, causando a morte de milhares de pessoas. A partir daí, uma série de doenças e anomalias tomam conta da população.

Como consequência, surgem pessoas com alterações genéticas. Entre elas está  Cristina, uma paranormal que, ao lado de outros jovens iguais a ela, é recrutada para lutar e proteger seu país de um novo ataque químico.



Vídeo promocional de lançamento da HQ

Missao quase cumprida from Klebs De Moura Junior on Vimeo.





Com uma trama mirabolante, que misturas fatos verídicos com pura ficção, PÁTRIA ARMADA ainda está recheada com todos os elementos capazes de prender a atenção do público leitor. Mistério, muita ação, pitadas de romance e o irresistível gancho ao final do capítulo, que promete deixar o leitor ansioso para ler o número seguinte.

A ideia do autor é realmente essa. Uma história seriada, que mexa com a cabeça dos leitores e os faça retornar às bancas, um valioso canal de vendas que vem perdendo público.



A história se passa em 1994 e se desenvolve em várias partes do país, com a ação centrada na cidade de São Paulo, onde logo no primeiro número vê-se a Avenida Paulista sendo literalmente destruída pela guerra, em uma cena de página dupla de encher os olhos.
O traço firme e preciso de Klebs Junior, conta com a arte final dos competentes Wellington Diaz e Nelson Pereira, e a colorização de Renne Stefani, Carlos Lopez e Márcio Menyz. As letras são de Gisele Tavares.

A edição especial de estreia tem 48 páginas, e será distribuída em bancas e livrarias. As próximas terão 32 páginas e prometem chegar ao mercado bimestralmente.

 Capa do número 2, assinada por Rod Reis


A REALIZAÇÃO DE UM SONHO

 Capa da primeira versão do projeto

PÁTRIA ARMADA é a realização de um antigo sonho. A ideia surgiu na segunda metade dos anos 1990, e ganhou primeiramente o nome de TROPA DE CHOQUE 1994.
Klebs reuniu na época alguns patrocinadores e ainda contava com o apoio de uma entidade filantrópica, cuja parte das vendas seriam destinadas às suas obras assistenciais. Seu lançamento seria em outubro de 2000, com edição de Eloyr Pacheco.
A equipe original era composta por grandes nomes das HQs como Adriana Melo, Diógenes Neves, Maurílio DNA, o saudoso colorista Hermes Tadeu, entre outros. Porém o projeto acabou sendo engavetado.
Reformulado, o projeto voltou alguns anos depois, como PÁTRIA ARMADA BRASIL, e chegou a ser finalista do PROAC (Programa de Incentivo à Cultura do Estado de São Paulo), até chegar ao financiamento coletivo (crowdfunding) pelo CATARSE.

 Página de TROPA DE CHOQUE 1994, primeira versão do projeto,
com cores de Hermes Tadeu.





O AUTOR
Klebs Junior começou sua carreira nos anos 1980, ilustrando para vários veículos como Folha, Estadão, Jornal da Tarde e na década seguinte fez parte da primeira leva de desenhistas a trabalhar para o mercado americano. Desenhou para as revistas X-Force, Excalibur (Marvel) e Codename: Firearm (Malibu).

Criou e participou também de vários projetos brasileiros, que acabaram não sendo lançados, como O ÚLTIMO DRAGÃO, uma graphic novel que seria lançada pela extinta Editora Abril Jovem.
Também participou de um projeto sobre super-heróis do futebol, pela mesma editora, que também acabou não saindo. 
Em 1998, lançou LILO, minissérie em 3 edições, publicada em parceria com a Editora Trama, que teve apenas uma edição lançada.




Diante de tantas dificuldades no mercado brasileiro, Klebs firmou uma parceria com os desenhistas Luke Ross, Fábio Laguna e Manny Clark e fundou a Escola IMPACTO, com o intuito de formar artistas na área e posteriormente agenciá-los no mercado americano. Muitos talentos foram descobertos ao longo dos anos e fizeram a IMPACTO passar a ser também agência e editora, com o nome de INSTITUTO DOS QUADRINHOS.

Mesmo dirigindo a escola, Klebs continuou trabalhando para o mercado americano, em títulos como Citizen V e Nova Annual (Marvel), Snakes on a Plane (DC), Willow and Tara (Dark Horse), entre outros.

Uma das salas do INSTITUTO DOS QUADRINHOS

Hoje, admistrado somente por Klebs, o INSTITUTO se prepara para entrar de vez no mercado de publicações, e PÁTRIA ARMADA é o primeiro de uma série de lançamentos.

Já estão programados: NIKKEI, de Guilherme Raffide e Leandro Casco, O CAMINHO, de Roberto Souza, STERANKO, de Jean Diaz e V. L. Fardin e A TERRÍVEL ELIZABETH DUMN CONTRA OS DIABOS  DE TERNO, de autoria de Arabson Assis.

“Qualidade é o ponto fundamental”, declara Klebs. “Queremos revistas com a mesma qualidade editorial e criativa encontrada em quadrinhos estrangeiros, mas com identificação totalmente nacional.” 




Quer saber mais?
para conhecer o INSTITUTO DOS QUADRINHOS, acesse:

http://institutodosquadrinhos.com.br/

PÁTRIA ARMADA no facebook:

https://www.facebook.com/patriaarmadabrasil?fref=ts


PÁTRIA ARMADA será lançada no dia 03 de dezembro, no MUBE, Museu Brasileiro da Escultura, a partir das 19 hrs.
O endereço é: Av Europa, 218 - Jd. Europa - São Paulo


Bibliografia e agradecimentos:


• revista MUNDO DOS SUPER HERÓIS / Manoel de Souza
• OMELETE - http://www.omelete.uol.com.br
• Jotapê Martins
• Impulso HQ
• Guilherme Solari / UOL
• CATARSE
      



6 comentários:

  1. Essa foi uma revista que me escapou naquela Feira de Quadrinhos Independentes de Campinas! Mas outras oportunidades surgirão e hei de comprá-la!

    ResponderExcluir
  2. Essa foi uma revista que me escapou naquela Feira de Quadrinhos Independentes de Campinas! Mas outras oportunidades surgirão e hei de comprá-la!

    ResponderExcluir
  3. Só fiquei sabendo ontem (08/08/15) fuçando nas prateleiras da Geek do Conjunto Nacional na Av. Paulista. Já saíram todas as 3 edições? Só consegui visualizar a primeira edição lá.

    ResponderExcluir
  4. http://www.institutohq.com.br/patria-armada

    ResponderExcluir
  5. http://www.institutohq.com.br/patria-armada

    ResponderExcluir
  6. http://www.institutohq.com.br/patria-armada

    ResponderExcluir